Material para alunos

Aqui você acessa os textos da disciplina Teoria Psicanalítica

Eu e o Isso

Freud 1923  no texto ”Eu e o Isso “ reintroduz a bissexualidade no processo da constituição do sujeito a partir da relação subjetiva deste sujeito com o Outro. Assim enfatiza a divisão do psíquico em o que é consciente e o que é inconsciente  Desse modo diz que  só podemos vir a conhecer o inconsciente

Teoria Psicanalítica

Textos para A2:   Texto: “Interpretação dos sonhos” in FREUD, S. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Tradução de Jayme Salomão. Rio de Janeiro (RJ): Imago; 2006, v. 5. – O trabalho do Sonho -Recalque – Funcionamento do Aparelho psíquico – 1 tópica Interpretação dos sonhos” in FREUD, S. Edição standard

Os três ensaios sobre a teoria da sexualidade

O presente texto juntamente com A interpretação dos sonhos, figuram como as contribuições mais relevantes e originais de Freud para a psicanálise. O interesse de Freud sobre o tema sexualidade partiu da etiologia da neurose. Desse modo, Freud 1905, explicou que não há sexualidade humana determinada, sendo ela polimorfa, e esclareceu que a homossexualidade é

Caso Dora

Freud (1905[1901]) em notas preliminares menciona que em 1895 e 1896 formulou algumas teses sobre a patogênese dos sintomas histéricos, e sobre os processos psíquicos que ocorrem na histeria. Certamente podemos extrair do Caso Dora um compêndio de técnica psicanalítica. Logo, este caso é o mais importante nos estudos sobre a histeria. Efetivamente Freud em

Freud (1893-1895); Estudos sobre a Histeria . Casos clínicos. Vol II.

Casos clínicos (Breuer e Freud) Sigmund  Freud ao procurar responder à pergunta sobre a origem da histeria, publica os cincos casos clínicos  em os Estudos sobre a Histeria.  Desse modo, Freud  funda a psicanálise com a histeria.  Freud estuda e investiga a histeria de modo diferente dos psiquiatras que descreviam a cada caso uma nova

A ETIOLOGIA SEXUAL DA NEUROSE

Em 1914, no artigo A história do movimento psicanalítico, Freud relata com convicção a sua descoberta sobre a etiologia sexual das neuroses, e vai defendê-la em uma reunião da Sociedade de Psiquiatria e Neurologia de Viena, conduzida por Krafft-Ebing (FREUD, 1886c). Nela, Freud esperava que suas descobertas fossem bem aceitas, mas, ao apresentá-las, ora o